sexta-feira, 24 de maio de 2013

E o tempo passa...

Meu Deus, quanto tempo sem postar nada por aqui!!!Confesso que tenho saudade e vontade, mas ser mãe de dois ocupa quase que todo o meu tempo, vim aqui algumas vezes, espiei alguns blogs queridos, vi que o bebês cresceram, que outras serão mãe de dois também!!Enfim, milhões de novidades!!
Tive meu segundo filho, Enzo, no dia 06/08/2012, nasceu de um parto natural também, assim como o Levi.Ser mãe de dois é muitoooooooo mais complicado do que eu pensava!Rss!Sem querer desanimar quem está pensando no segundinho...rsss!!Mas tbm é maravilhoso, com o segundo filho tudo é mais tranquilo, até o parto do Enzo foi mais tranquilo que do Levi, cheguei no hospital com 8 cm de dilatação, quase nascendo!Rss!Resolvi voltar e escrever porque esse será o cantinho onde guardarei lembranças, onde quero escrever e deixar registrado minha saga como mãe de dois!!Preciso mudar o nome do blog...
Eu e meus meninos, foto antiguinha...

sábado, 25 de fevereiro de 2012

Você sabe o que é HTLV???

Eu descobri o que era de uma forma meio desesperadora.Mês passado minha obstetra(depois falarei sobre ela) me pediu uns exames de sangue, que toda grávida faz e no meio do pedido tinha esse de HTLV que nunca tinha ouvido falar, mas enfim, não dei muito importância, fui ao laboratório colhi o sangue e fiquei esperando sair o resultado.Até que um belo dia, estou no trabalho e me ligam do laboratório falando que eu teria que repetir justamente esse bendito exame de HTLV porque tinha dado uma alteração, eu já comecei a ficar preocupada.Liguei para minha obstetra e contei pra ela, ela falou para eu ficar calma, refazer o exame, se realmente desse positivo nos iríamos fazer um tratamento de sorologia....Ahhhh???Tratamento???Então é grave??
Perguntei pra ela quais seriam as consequências e ela falou:Leucemia e perda dos movimentos...Um buraco se abriu debaixo dos meu pés, perdi o ar, acho que ela percebeu os efeitos das palavras dela sobre mim e tentou amenizar:Dayane, não se preocupa, isso é muito raro de acontecer, 99% das pessoas que possuem esse vírus nunca manifestam nada, fica tranquila, e refaz o exame."
Ficar tranquila???Gente, impossível!Ainda mais para mim, a ansiedade em pessoa!Comecei a procurar informações na internet, e achei pouquissíma informação, mas as informações que encontrava me deixavam cada vez mais tensa.Esse site http://www.htlv.com.br foi o que mais me deu informações, depois que li o que estava escrito desabei a chorar.
Como nunca tinham me pedido esse exame??Estou na segunda gestação e meu primeiro obstetra não tinha me pedido esse exame porquê??Somente porque é uma vírus que se manifesta em poucas pessoas??E se isso acontecer comigo??E se eu tiver passado esse vírus para o Levi???
Esse último questionamento era o que mais me atormentava, a ideia de ter passado um vírus que pode ser tão agressivo para o meu filho, sendo que se tivesse sido alertada antes poderia ter feito um tratamento e evitado isso, já que amamentei o Levi e umas das principais formas de transmissão é atráves da amamentação.
Só sei que fiquei atormentada por dias, conversei com o meu marido, ele tentou me tranquilizar, mas sei também que ele ficou preocupado quando leu do que se tratava...Enfim, o jeito foi ir ao laboratório novamente colher o sangue, quando cheguei lá e falei para a moça ela me informou que eu teria que refazer o exame por problemas técnicos do laboratório e que o problema não tinha sido comigo...Como é que é???Como vocês me ligam falando que deu uma alteração no meu exame, um exame importante, ainda mais para uma gestante, e não me comunicam que foi fallha de vocês??Que falta de responsabilidade!!!
Apesar de ter ficado com raiva quando ela me falou aquilo parece que tirei o peso do mundo das minhas costas.Apesar de toda angústia que passei, pude conhecer esse vírus e tentar alertar algumas pessoas, perguntei para a maioria das minhas amigas que teem filhos e nenhuma fez exame, nenhum obstetra pediu...Gente, como assim??Quem aqui se arriscaria a passar um vírus que pode ser devastador para o seu filho???Eu com certeza se tivesse conhecimento desse vírus, mesmo que meu obstetra não pedisse, faria questão de fazer, não queria nunca assumir o fardo de contagiar meu filho sabendo que poderia evitar...
Fica o alerta, agora sempre que vejo uma grávida pergunto se ela já fez o exame, é um exame tão simples, apenas uma picadinha e pronto.Tenho consulta dia 13/03 e pretendo perguntar a minha obstetra porque esse exame não é requisitado pela maioria dos obstetras e porque ela fez questão de me pedir.
Mas um exame para fazermos e nos livrarmos e livrarmos nossos filhos de futuras preocupações!
Ah e o resultado do novo exame saiu ontem e deu negativo, graças a Deus!

1. O que é vírus HTLV?
Resposta: O vírus HTLV (sigla da língua inglesa que indica vírus que infecta células T humanas) é um retrovírus isolado em 1980 a partir de um paciente com um tipo raro de leucemia de células T. Apresenta dois tipos: O HTLV-I que está implicado em doença neurológica e leucemia, e o tipo 2 (HTLV-II) que está pouco evidenciado como causa de doença.
2. Todas as pessoas que estão infectadas pelo HTLV-I irão desenvolver alguma doença?
Resposta: Não. A minoria dos portadores assintomáticos (sem sintomas) poderão desenvolver alguma doença. No Japão, por exemplo, 14 em cada 1500 portadores assintomáticos poderão desenvolver a doença neurológica (dificuldade de andar). No caso de leucemia o risco é ainda menor, ou seja, um em cada 10.000 portadores poderá desenvolve-la ao longo da vida.
3. Sou portador sem sintomas de HTLV-I, quais os primeiros sintomas que poderão aparecer?
Resposta: Como já enfatizamos, cerca de 99% das pessoas portadoras do HTLV-I NUNCA desenvolverão qualquer problema de saúde relacionado ao vírus HTLV. Entretanto, alguns pacientes podem desenvolver problemas neurológicos, geralmente, começam a se queixar de dores nos membros inferiores (panturrilhas), na região lombar (parte inferior da coluna lombar), dificuldade de defecção ou micção. Estes sintomas são sempre progressivos e estão na região abaixo da linha do umbigo.
4. Quais os modos de transmissão mais freqüentes do HTLV?
Resposta: O HTLV possui as mesmas rotas de transmissão que outros vírus como vírus da imunodeficiência humana (HIV) e vírus da hepatite C (HCV): pela relação sexual desprotegida com uma pessoa infectada; uso em comum de seringas e agulhas durante a droga-adição; da mãe infectada para a o recém-nascido (principalmente pelo aleitamento materno).
5. Existe risco de transmissão através da transfusão de sangue?
Resposta: Felizmente, desde de 1993 todos os bancos de sangue do Brasil devem testar os doadores de sangue para o HTLV. Assim, o risco de transmissão, praticamente, não existe em nosso país, nos últimos 7 anos.
6. Sou portador de HTLV-I assintomático e minha esposa é negativa para este vírus, assim gostaria de saber se devo usar preservativo nas relações sexuais?
Resposta: Existe a recomendação para uso de preservativo (camisinha) em todas as relações sexuais, tanto neste caso como naqueles onde a mulher é soropositiva para o HTLV e o parceiro não.
7. Tenho 28 anos e sou portadora do HTLV-I assintomática e gostaria de saber se existe algum impedimento de ter filhos?
Resposta: As chances de transmissão vertical são consideradas baixas (<10%) durante a gravidez. Entretanto, recomenda-se não amamentar no peito, pois o risco de transmissão pelo leite materno é razoável. Uma alternativa é o uso de leite vindo de bancos de leites, ou uso de fórmulas.
8. Quais as pessoas que deveriam ser testados para HTLV?
Resposta: Sabendo os modos de transmissão, podemos indicar os grupos que mais poderiam estar expostos a este vírus: pessoas que utilizam (ou usaram) drogas endovenosas onde trocavam seringas ou agulhas, pessoas portadoras de HIV e pessoas que receberam transfusão de sangue antes de 1993.
9. Existe algum predisponente genético para o desenvolvimento de doença ?
Resposta: Parece que algumas pessoas possuem uma predisposição genética para o desenvolvimento, porém isto ainda está em estudo.
10. Quais os cuidados médicos que devo seguir sendo um portador de HTLV-I?
Resposta: Na primeira consulta, além da sorologia para HTLV-I/II, geralmente solicitamos sorologia para agentes que, potencialmente, apresentam rotas similares de transmissão como o vírus da hepatite B, vírus da hepatite C, HIV e sífilis. Em nosso Serviço de Ambulatório, os indivíduos portadores assintomáticos tem consulta a cada seis meses de intervalo. Os exames de sangue solicitados são: hemograma completo, contagem de linfócitos T CD4/CD8, cultura de linfócitos, protoparasitológico, Glicemia, DHL.
11. Existe algum exame de sangue que indique o risco do desenvolvimento de doença em pessoas assintomáticas e portadoras de HTLV-I?
Resposta: Até o momento nenhum exame tem esta capacidade. Entretanto, novos estudos indicam que a quantidade do vírus HTLV-I no sangue, chamada carga viral, poderá indicar algum risco.
12. Qual o tratamento para os indivíduos assintomáticos para HTLV-I?
Resposta: Como o risco do desenvolvimento da doença associado ao HTLV-I é muito baixo, não existe indicação de tratamento nos casos assintomáticos, até este momento.
13. Quais os casos que merecem tratamento ?
Resposta: Os casos onde existem sintomas comprovados de doença associada ao HTLV-I, como paraparesia espástica tropical (TSP), uveíte, ATL, entre outras. O tratamento irá depender de uma avaliação neurológica, assim como estadiamento do grau de comprometimento, tempo de evolução, presença de outras infecções virais etc.
14.  Como se faz o diagnóstico da infecção pelo HTLV-I?
Resposta: Somente por exame sorológico específico para pesquisa de anticorpos anti-HTLV-I/II no sangue. Após os exames de triagem, geralmente utilizando teste de ELISA, existe uma necessidade, em caso deste teste ser reativo (positivo) da realização do teste para confirmar e diferenciar anticorpos anti-HTLV-I e anti-HTLV-II.

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Segunda gestação

Essa segunda gestação vem sendo muito diferente da primeira.Na gravidez do Levi não senti nadinha de enjoos, sono senti apenas nas primeiras semanas, agora nessa segunda gestação cheguei a passar uma tarde inteira no hospital tomando rémedios pois fiquei um dia inteiro sem comer nada, nem água conseguia beber.
Se deixar eu durmo o dia inteiro e ainda sinto sono a noite, estou muitooooooo indisposta...mas agora que estou completando 15 semanas os sintomas estão amenizando, chegava a chorar de tanto enjoo, cansaço e falava para o Cristiano que esse seria meu último filho(Será???), me sentia mal pois não conseguia nem cuidar do Levi, o Cristiano foi quem cuidou dele nas férias, eu não conseguia dar banho nele porque estava cansada, não conseguia dar comida porque só de sentir o cheiro da comida já começava a passar mal, então o papai teve que se virar com a ajuda da vovó...mas agora as coisas estão entrando no eixo!
E como a segunda gestação é mais tranquila que a primeira!!!(tirando essas pendengas de enjoos e cansaço que me acometeram...).Quando estava grávida do Levi não via a hora da barriga crescer, agora peço para que ela crescer devagar para continuar usando as minhas roupas de pessoa normal(é, de pessoal normal, porque não tentem me convencer de que quando se está grávida você é uma pessoa normal...), ficava super ansiosa contando cada semana, agora tenho que sempre refazer as contas para lembrar de quantas semanas estou...hehe!Chego ate a esquecer que estou grávida!Não que não esteja me importando com meu segundo filhote, mas é porque o Levi ocupa quase que todos os espaços(por enquanto) e na verdade quero curtir bastante o Levi durante o tempo em que o baby ainda está na barriga, porque sei que depois que ele(a) nascer as coisas não serão tão simples e não estarei tão acessível a ele como agora.Quando descobri que estava grávida me deu um grande aperto no coração, não sei se todas as mamães de segunda viagem sentem isso, olhava para o Levi e pensava:Meu Deus, você não será meu único bebezinho!Não vou poder te dá atenção o tempo todo...Como foi consegui conciliar tudo isso???
Chegava a chorar e ficar angustiada com a situação, mas depois fui percebendo que eu não vou colocar um outro bebê no lugar do Levi, vou apenas compartilhar o amor que vai dobrar, vou compartilhar o colo, beijos e abraços.Esses dias estava assistindo uma programa na televisão e uma atriz falou uma coisa que mexeu com meu coração e me fez enxergar essa segunda gestação com olhos diferentes, ela contava qual foi a sensação que ela teve ao apresentar o segundo filho ao primeiro, ela disse que naquele momento era como se ela estivesse entregando ao primeiro filho um dos maiores tesouros que ele teria na vida, pois era isso que significa ter uma irmão(a), ter alguém que você pode sempre contar!Quando ela falou isso comecei a chorar(novidade para uma grávida), pois é exatamente isso que as minhas irmãs representam pra mim, um grande tesouro!Temos os nossos desentendimentos, diferenças, mas sei que SEMPRE posso contar com elas, e é isso que eu quero que o Levi sinta:que está recebendo um dos melhores presentes da vida dele!
Às vezes as pessoa falam assim:"Hiii Levi perdeu o colo, perdeu o trono", nas mesma hora eu corrijo:Ele não vai perder nada, vai apenas compartilhar!

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Primeira semana de aula!

Quarta-feira da semana pasada o Levi começou sua vida estudantil!Hehe!A escola fica perto da nossa casa, é uma escola pequena, só tem maternal, jardim I e II, isso me deixou mais tranquila, fiquei com medo de colocar meu pequeno em uma escola maior, até cogitamos a ideia de colocarmos ele em uma das escolas que o papai da aula, mas são escolas grandes, com muitos alunos, escolas que teem até o ensino médio e ainda por cima ficam muito longe da nossa casa, então como nesse início a coisa não é tão séria assim, optamos por colocá-lo nessa escolinha menor, que não tem tantos recursos como as outras, mas que é muito mais acolhedora.Como dissee a escola fica perto da nossa casa, mais ou menos uma quadra de distância, nos primeiros dia eu que levei e busquei ele na escola, na verdade no primeiro dia fomos eu e o Cristiano levá-lo, estavámos muito ansiosos por esse momento, no dia que fomos comprar o material o pai dele quase chorou...sério mesmo, ele ficou olhando todo aquele material em cima da mesa e começou a falar:"Caramba, meu filho já vai pra escola, ele tá crescendo mesmo..."Pra mim ainda não tinha caído a ficha, estava tão empolgada comprando o material, uniforme, que ainda não tinha começado a ficar nostálgica...rss!Mas depois que vi o Cristiano todo emocionado comecei a pensar também...Daqui uns dias será o ensino fundamental, depois médio, depois universidade e quem sabe meu bebê não vai querer fazer um intercâmbio no exterior???Socorro!Comecei a sentir uma dorzinha no coração, mas decidi sofrer uma etapa de cada vez, por enquanto meu filhote está apenas no maternal, pertinho de casa e só meio período e no período da tarde eu fico com ele(já que agora só trabalho 6 horas!!Ebaaaaaaaa!)
Então fomos lá, papai e mamãe levá-lo ao seu primeiro dia na escola, ele estava eufórico, lindo de uniforme, quando chegamos lá ele nem olhou pra trás desceu correndo do meu colo e foi encontrar os amiguinhos e a Bibia(minha sobrinha Bianca, que é da idade dele, vão estudar juntos).Confesso que sai de lá com lágrimas nos olhos, é um novo momento na vida do meu filho, uma nova etapa, fomos embora e um vazio se instalou, cheguei em casa e estava tudo sem graça, vi os brinquedos dele no chão, e o coração apertou mais ainda...depois de meia hora liguei na escola e perguntei se ele estava bem, falaram que sim, que ele estava brincando e tipo nem aí pra mamãe!Snif...mas tudo bem, melhor assim do que ele estar chorando!
Decidi colocar o Levi na escolinha pelos seguintes motivos:ele passava o dia inteiro em casa, pela manhã ficava com a babá, que também faz almoço e tudo em casa, então ela não tinha tanto tempo pra brincar com ele, achava ele muito solitário, sem ninguém pra brincar, além de ficar o dia inteiro enfiado dentro de casa, e também pelo fato de estar esperando um novo bebê, quando ele nascer a babá poderá ficar com o bebê pela manhã enquanto o Levi está na escola e nos no trabalho e no período da tarde eu estou em casa e fica mais fácil cuidar dos dois!Acho que para o nosso estilo de vida foi a melhor opção...O Levi simplesmente ama ir para a escolinha, essa semana recebi um bilhetinho da escola dizendo que a adapatação dele está sendo ótimaa!Meu filhote como sempre independente, querendo curtir o que a vida tem de melhor sem se estressar!(até nesse aspecto ele puxou o pai, incrível...)
 Se preparando para ir para a escola!

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

Da cabeça ao bumbum!

Sempre falei muito que o Levi ama música e ama dançar, faz passinhos até quando canta "Parabéns pra você"!
Ontem consegui filmar ele dançando uma música que gostamos muito do DVD da Palavra Cantada.Eis aí meu dançarino!
Uma sexta-feira dançante para todos!

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

Alimentação

Confesso que nos últimos dias a alimentação do Levi não vem sendo das melhores, desde que inserir frutas e papinhas salgadas na alimentação dele sempre tive muito cuidado, fazia cardápios, era tudo muito balanceado, ele não tomava suco com açúcar, não comia doces, fazia o máximo para comprar verduras e legumes orgânicos, mas o tempo foi passando...E hoje não é tudo tão lindo assim, ele já toma suco com açúcar, não faço mais cardápios, ele já provou chocolate, balinha, pirulito, sorvete e várias outras porcarias deliciosas!
Tenho que voltar a fazer uma dieta balanceada para o meu filho e para mim também, nesse início de gravidez tive muitoooooooo enjoo, então quase não conseguia comer nada, quando sentia vontade de comer alguma coisa não pensava duas vezes se era saúdavel ou não, apenas comia, porque sentir vontade de comer alguma coisa era um luxo pra mim, eu cheguei a passar um dia inteiro sem comer nada, porque tudo que eu tentava colocar na boca voltava, fui parar no hospital com inicio de desidratação(depois faço um post contando como essa gestação está sendo diferente da do Levi...) e muito fraca, só comia porque me preocupava com o bebê porque minha vontade era zero...Então o Levi acabou entrando nesse ritmo comigo, quando me batia uma vontade louca de tomar sorvete eu tomava um pote quase inteiro e agora o Levi aprendeu a querer tudo que estamos comendo é difícil quase impossível negar, sempre acabo dando um pouquinho.Claro que a alimentação dele não é uma desordem total, mas fugiu do que eu queria pra ele, pelo menos até dois anos não queria que ele tomasse suco com açúcar, mas fazia suco pra mim com açúcar e acabava dando pra ele, confesso que me acomodei, fui para o lado do mais fácil, porque convenhamos manter uma alimentação 100% saúdavel para um bebê é difícil(pelo menos pra mim) requer empenho e força de vontade e nesse últimos três meses não tinha ânimo nem para levantar da cama...Mas agora que a pior fase dos enjoos passaram e voltei a me alimentar como uma pessoa normal(quase) pretendo voltar a ter uma alimentação mais balanceada e mais saúdavel e trazer o Levi junto comigo, a minha sorte é que o Levi ama frutas, suco natural, prefere um biscoitinho de água e sal ao recheado.
Não sou extremamente radical quanto alimentação, não vejo problema em oferecer um doce de vez em quando para o Levi, só quero que ele tenha uma alimentação balanceada e que as "porcarias" fiquem para momentos esporádicos.

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Meu primogênito!

É, agora ele é meu filho mais velho!No auge dos dos seus 1ano e 5 meses!
O Levi é o tipo menino-moleque, não para quieto, sobe em tudo, mexe em tudo, gosta de pipa(piá), gosta de bola, carro e moto!Não para um minuto sossegado, a não ser que esteja passando Dino Dan(Discovery) ou o desenho do Leão(também Discovery), é a programação que ele gosta de assistir, não é de ficar muito tempo na frente da TV, tem também os benditos palhaços(Patati e Patatá) que o fazem sossegar durante alguns minutos e também Palavra Cantada.Ama dançar, fala muita coisa, muita mesmoooo, chama mamãe e papai o tempo todo, com variações, às vezes mamãe, às vezes mãe, manhê e agora inventou de me chamar de Mainhô e o pai dele de Paiô(?????) não me perguntem o porquê....É uma figurinha, super carinhoso, é tão carinhoso que chega a ser grudento...Esse dias fui levar ele ao pediatra e ele simplesmente abraçava e beijava todas as crianças que chegavam no consultório, foi muito engraçado, todo mundo ria e ele vendo que estava fazendo sucesso distribuía mais beijos e abraços entre risadas gostosas, teve uma hora que fiquei até sem graça e tive que pedir para ele maneirar nas demostrações de afeto....hehe!
Às vezes do nada ele vem nos dá beijos e abraços, pensem na minha cara de felicidade quando estou esparramada no sofá e lá vem aquela criatura de 80 cm me presentear com beijos melecados e carinhos, porque ele também faz carinho na gente e quando faz carinho passa a mãozinha na gente e fala:"Hummm, hummm." com um tonzinho de amor...rss, não sei se fazemos isso com ele, só sei que ele aprendeu.Tem o cabelo cheio de cachos mais lindo desse mundo, morroooooooooooo de amor por aquele cabelão, várias pessoas falam pra eu cortar, e outras várias sem noção o confundem com uma menina...Fala sério!!O cabelo dele não é tão grande assim para ser confundido com uma menina, tem gente que é mesmo sem noção!É claro que tem  as pessoas que como eu amam o cabelão do Levi e já me proibiram de cortar o cabelo dele.O pediatra dele inclusive ama o cachos do Levi e foi um dos que me proibiu de cortar!Hehe!
O Levi é muito esperto, não é porque é meu filho não...(imagina...), mas ele nos surpreende com sua inteligência, semana passada estava na casa da minha mãe com ele e lá tem dois cachorros o Dragão(Dadão) e o Bob(Bode), ele ama ficar observando os cachorros, só observando mesmo porque eles são grandes e bravos, aí estavámos lá observando os cães e ele olha para o Dragão e fala:"Ô mamãe o Dadão" depois olha para o Bob e fala:Ô mamãe o Bode(esse Bode dele me mata de rir!) e depois aponta o dedinho para os dois cachorros e fala:"Ô mamãe doize(dois) au-au", eu não acredito e pergunto novamente:O que filho?
E ele repete:Doize(dois) au-au!, eu fiquei super orgulhosa do meu filhote ter essa noção de quantidade, não sei se isso é normal na idade dele, mas eu fiquei super orgulhosa (:
Nos sempre tentamos introduzir essa noção de quantidade, quando tem dois brinquedos nos falamos:Olha filho dois brinquedos!
Como ele ama pipa quando ver mais de uma no céu ele fala:Mamãe, doize(duas) piá(pipa)!
Só que ele sempre falava dois sempre que tinha mais de um, ou seja, mais de um para ele é dois!
São tantas novidade que um post só não dá para contar tudo!
Ah e agora vai entrar no escolinha, começa semana que vem!
Só sei que o Levi é para nos motivo de orgulho, é o melhor filho que eu poderia ter!