sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Primeiros dias

Primeira mamada!!
O Levi nasceu dia 21-08, no dia 23 já estávamos em casa, a noite que passamos no hospital foi muito cansativa, toda hora entrava alguém ou pra tirar a temperatura do Levi ou para medir minha pressão... enfim, hospital...nos primeiros dias os bebês dormem quase que o tempo todo, o Levi só dormia e mamava, na primeira noite ele durmia no peito, só que quando colocávamos ele no bercinho ele começava a resmungar(isso com 1 dia de vida!!Rs), quando pegava ele e colocava no peito ele dormia ou seja estava fazendo meu peito de chupeta, eu estava super cansada e o Cristiano também, precisávamos dormir, então eu pedi pro Cristiano ir até a farmácia, comprar uma chupeta, foi a nossa salvação...rss, ele já saiu da maternidade de chupeta, nunca fui contra chupeta, desde que bem usada, chupei chupeta até 5 anos de idade e nunca precisei usar aparelho nos dentes.
Sempre tive o sono leve, depois que o Levi nasceu então nem se fala, qualquer fungadinha dele eu acordava. Foi já no primeiro dia que aprendi uma coisa: quando se é mãe você realmente nunca mais dorme direito, por mais que o bebê durma a noite toda você, mãe, sempre acorda pra vê se ele tá dormindo direito, se tá coberto ou simplesmente pra ver se ele está respirando(Faço isso quase todas as noites nos últimos 3 meses...).
Os primeiros dias com um bebê em casa não são fáceis, pelos menos não foram para mim...eu estava cheia de paranóias:Será que ele mama o suficiente??Será que vou ter muito leite??Será que estou trocando a fralda direito?Será que ele vai ter alergia ao meu leite??Será que ele vai ter cólica?Será que estou limpando o umbigo direito?

Primeiro dia em casa, ele sobrava dentro da cadeirinha, hoje quase não cabe mais aí dentro...
Nossa....eu sofria por antecipação, era horrível, ficava o tempo todo ansiosa, com medo do que estava por vim.O Levi nunca ficou uma noite inteira acordado, nos primeiros dias acordava para mamar umas 3 vezes e dormia, o que eu mais tinha raiva era dessa história de colocar para arrotar..Afff!!Às vezes ficava 15 minutos balançando ele no colo e nada do menino arrotar, e eu tinha medo (pra variar!) de colocar ele no carrinho sem arrotar, e quando ele não arrotava eu já começava a ficar paranóica:Será que ele tem algum problema??Rss!Só depois fiquei sabendo que se o bebê não arrotar nos primeiros 5 ou 10 minutos provavelmente não arrotará e se colocarmos ele pra dormir e ele ficar se mexendo é só pegá-lo no colo que ele ira arrotar(aconteceu várias vezes com o Levi...).Nos primeiros dia eu fiquei muito cansada, não estava acostumada a acordar tantas vezes de madrugada, sempre dormi muito bem e sempre gostei de dormir muito, mas isso fazia parte de uma vida sem bebê em casa, tinha que me adaptar a vida com meu filhote do lado e no começo foi bem difícil...
Nos primeiros dias eu via sair do meu peito apenas um pouco de leite, aí lá vem a paranóia me rondar: Será que tenho pouco leite?? (Mesmo sabendo que no começo sai apenas o que se chama de colostro). Mas esse paranóia durou apenas uns dias...De uma hora para outra meus peitos dobraram de tamanho, de tanto leite!!Rss!Chegava a doer, estavam super doloridos, aí veio outra preocupação: Com tanto leite assim será que não vai empredar?? Eu era a paranóia em pessoa, e tudo que acontecia eu corria para o “Santo Google” para pesquisar, aí que eu ficava preocupada mesmo...eu tinha tanto leite que de madrugada acordava para tirar leite porque não estava agüentando de tanta dor, depois vou fazer um post sobre amamentação, uma coisa que parece muito simples, mas algumas vezes se torna o terror de muitas mães, e eu fui uma delas...
Ser mãe é uma aprendizagem diária, quando estava grávida achava que seria tudo tão simples, não me dava conta de que minha vida nunca mais seria a mesma.

Nenhum comentário: