quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Amamentação!

Amamentação
Sempre achei que amamentar seria simples, nos 3 primeiros dias até que foi, mas depois...
O Levi mamou ainda na sala de parto, e confesso que não foi uma sensação tão boa, o menininho sugava com uma força enorme e doía um bucado, por um lado eu fiquei tranqüila por ele está sugando e por ter leite, mas por outro lado doía muito e ninguém tinha me falado isso antes.Sempre via as mães amamentando, um cena tão tranqüila, tão singela, nada parecido com o que eu estava sentindo.Por isso acho importante fazer um curso sobre amamentação e também conversar com outras mulheres que já amamentaram para se preparar o máximo possível para possíveis dificuldades na hora de amamentar.
Quando o Levi começava a mamar eu sentia um grande desconforto, sentia dor mesmo, me falavam que no começo doía mesmo, até os seios acostumarem com aquela boquinha gulosa.
Os dias foram passando e nada de melhorar, pelo contrário só piorou!
Meus seios já estavam doloridos e de repente encheram muitoooooooo e dói, nossa como dói, fica tudo dolorido, tão dolorido que não conseguia nem deitar de bruços, fora aquele leite vazando toda hora, minha roupa toda hora molhava, mas não era molhar um pouquinho não, minha blusa ficava pigando de leite, enfim...o bico do peito começou a machucar, aí eu já liguei pro meu médico e ele falou pra eu comprar conchas de silicone e usar uma pomada chamada Massê, pois bem, fui lá e comprei logo pra evitar que piorasse.As conchas eram boas porque evitavam que o sutiãn “colasse” no peito que já tava machucado, e elas também ajudavam a esvaziar um pouco o peito, mas em compensação elas enchiam de leite e eu me esquecia aí ia abaixar pra pegar o Levi no carrinho e tomava um banho de leite, porque as conchas tem uns furinhos pra poder ventilar,  mas quando eu me abaixava o leite descia todo pelos buracos, eu ficava toda molhada de leite, o carrinho e algumas vezes o Levi também, e eu ficava muitoo irritada quando isso acontecia, porque ficava aquele cheiro de leite azedo em tudo, nossa como passei raiva com essas conchas, e apesar delas terem uns furinhos para ventilar, os seios ficam abafados dentro daquele negócio de plástico, o cheiro de leite azedo era horrível(mãe sofre!!), mas elas me ajudaram bastante.A partir daí comecei a achar a amamentação um suplicio, mas meu sofrimento só estava no começo.O tempo foi passado, o bico do peito melhorou, só que ainda doía muito quando o Levi mamava e as pontadas estavam ficando cada vez piores, de repente começa a machucar  na base do mamilo, entre o mamilo e a auréola, como se fosse arrancar o bico do peito, como se tivesse cortado, aí começou meu desespero.Gente doía muito, aí fui pesquisar na internet(é claro!) e li sobre uma tal de monilíase mamaria(tinha pouquíssima informação), uma infecção que dá no seio que pode se originar na mãe ou no bebê, lá descrevia exatamente o que eu estava sentido, o único sintoma que tinha lá que eu não estava tendo era a presença de pus.Eu fiquei mais tranqüila e pensei:Não deve ser isso, deve ser só uma dor normal e daqui a pouco passa...
Eu já na agüentava mais de tanta dor, já tava fazendo de tudo, tomava sol, porque me falaram que era bom, passava meu próprio leite no machucado e secava com secador de cabelo!!!(Cada uma...), mas nada adiantava, não queria parar de amamentar de jeito nenhum, pensava que se agüentei a dor do parto agüentaria qualquer coisa(Poderosa!!)
Momento díficil...amamentando com dor!Olha minha amiga concha do lado!!Hehe!

Eu sempre tive a impressão que o Levi mamava errado, não sei por que, achava que ele mamava com a boca um pouco fechada, mas as pessoas falavam que era coisa da minha cabeça(Confiem na sua intuição de mãe!).O tempo passava e nada de melhorar, e adivinhem o que eu vejo um belo dia??Uma secreção amarela no machucado!!Pronto era só o sintoma que faltava!!Tinha certeza que estava com a bendita monilíase mamaria e sabia que estava piorando porque o Levi tava mamando errado. Fiquei desesperada...Doía tanto pra amamentar que toda vez que o Levi acordava pra mamar me dava vontade de chorar...eu dava de mamar mordendo uma fralda de tanta dor!!E as pessoas me falavam que era daquele jeito mesmo, que ia passar...Afff!!Até que um dia desabei, o Levi acordou chorando com fome e eu simplesmente não conseguia colocar ele pra mamar, quando eu pensava na dor que ia sentir tirava ele de perto de  mim, comecei a chorar desesperada, o Cristiano veio conversar comigo, me apoiando e eu falava que não ia conseguir, foi desesperador, mas quando vi meu filhotinho chorando de fome o instinto materno falou mais alto, mesmo com toda dor do mundo alimentei meu filho.Já estava pensando em tirar leite e dá em uma mamadeira, mas quando pensava nisso me batia um sentimento de impotência:Poxa, não vou conseguir amamentar meu filho??
Até que não agüentei mais e fui à emergência de um hospital, assim que a médica me examinou deu o diagnóstico adivinhem??Monilisíase Mamaria!Quando ela falou quase não acreditei...rss...Ela me passou uma outra pomada e um tal de Mamare que aliviava um pouco o desconforto, passou remédio para mim e para o Levi, quase morri de dó por ter que dá antibiótico para o meu bebezinho, mas fazer o que...Tomamos o remédio por 10 dias e quando eu achava que tava melhorando começava a doer denovo e nada de cicatrizar os cortes...Aí tomei a decisão de ir ao Banco de Leite porque tinha a certeza que o Levi estava mamando errado e por isso não estava cicatrizando, fomos lá, quando cheguei lá a enfermeira pediu para eu colocar ele para mamar e adivinhem???Ele estava mamando errado!Tava mamando com o lábio inferior pra dentro o que fazia com que ele me machucasse, ele tinha que mamar com boquinha de peixe!!Hehe!
Depois que ele começou a mamar corretamente em 1 semana meu peito cicatrizou, continuo doendo um pouco por umas 2 semanas, mas depois disso foi só alegria!!Depois disso amamentar se tornou prazeroso, e fiquei feliz por não ter desistido de amamentar meu filho!

                                           Amamentando tranquilamente, sem dor!!

Um comentário:

Kelly Resende disse...

Ainda bem q vc procurou a ajudar correta: o banco de leite. Eu mesma não fui pessoalmente mas sempre ouço dizer que eles são otimos e é quem mais entende do assunto. Tb sofri com dores e rachaduras, mas a Clara desde o inicio teve uma pega correta, o problema era que a pele era mto sensivel.
Abraços