segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Nos 45 do segundo tempo...Mas saiu!!Com a palavra, ele:o pai!!Blogagem coletiva





É claro que aceitei o convite da minha doce esposa para postar sobre a linda experiência de ser pai.
É preciso dizer que eu devo muito a Dayane pela graça de ser pai.
Eu comecei a ser pai, desde antes do início. Já havia em mim uma semente a espera de uma terra fértil.
O Levi foi gestado já nos primeiros olhares quando a Day selou de vez o meu destino, desferindo sobre um olhar que dizia:"Esse é meu para sempre" - isso inclui o sonho Levi e Ester.
Namoro, noivado, casório, lua-de-mel e rapidinho filho e que filho!
As vésperas do meu aniversário, me deparei com um fato novo, minha esposa me pediu para preparar um mingau de maizena, achei estranho e não foi por menos, feitos os exames, positivo, grávida. Caiu sobre mim a realidade, um filho entre nós pelo resto da vida, logo eu que nunca havia acompanhado o desenvolvimento de sobrinhos, agora teria o meu por direito e muitas obrigações.
Divulgar para os amigos foi a coisa mais deliciosa, a surpresa dos meus sogros, não tenho nem palavra para definir.
O Levi crescia dentro da barriguinha da mamãe e eu me sentindo cada dia mais feliz, fico com pena dos meus alunos que a todo  final de aula tinha papo de paternidade, se for menina? se for menino? Nomes já tinham. O Levi se tornou o cara mais famoso do colégio onde trabalho, foi só saber o sexo e virei um Jornal Nacional. Logo todos que estavam ao meu redor se contagiaram também.
Mesmo sem vê-lo, meu filho era lindo e amado, e eu expressava isso através de longos beijos na barriga da Dayane.
Eu fiquei impressionado quando numa das ecografias em 3D, vi o queixo do Levi, era furadinho igual ao meu, bem como os olhos inchados(esses só percebi fora da barriga!!Hehe). Fiquei louco, louco de amor!
Levi veio ao mundo cheio de saúde e sorridente, batemos um longo papo já no centro cirúrgico, ficamos a sós por uns 40 minutos, foi tempo suficiente para botar as fofocas em dia, dar as boas-vindas.
Desde então acelero muito mais para chegar mais rápido em casa, é o meu santo lugar, lugar onde quero estar, chegando quero Day e Levi abraçar e beijar, vendo meu filho eufórico a me esperar, com os bracinhos a balançar, com seus olhos reluzentes a dizer, vem me amar e eu sem medida quero todos os dias me entregar.
Meu filho é tudo para mim! Por causa dele rio sozinho, choro de alegria e sou muito grato a Deus por ser Pai!


7 comentários:

Fabiana disse...

Que lindo esse depoimento. Levi é realmente uma graça de menino e merece todo esse carinho e amor de pai. Parabéns.

Mãe de Duas disse...

Lindo o depoimento de um pai nascendo junto com o filho!

Parabéns!
Bjs

Priscillla

Kelly Resende disse...

Mto legal a participação do papai do Levi, adorei!
Beijos

Aline, mãe da "Malia" disse...

Q legal a parte que ele fala q acelera pra chegar em casa e sobre os 40 min que ficou a sós com o Levi. Imagina quantas coisas não passaram na cabeça desse papai nessa hora. Parabéns pela família linda!... Essa fotinha do Levi de 03 meses tá lindinho! Bjs

Kariny - Mamãe Cristã disse...

uau, papai escreveu bem hein, que coisa linda esse post, é mto bom saber o q se passa na cabeça desses papais.. beijos que Deus abençoe essa familia linda

Mirys + Guigo + Nina disse...

Mandou bem, papai!!!!

Day, dê os parabéns ao seu marido (que não deixou o nome dele... rsrsrsr). Pelo texto. Mas, sobretudo, por ser esse pai presente que ele nos mostrou ser!

Isso é tudo o que uma criança precisa! Amor! De pai e de mãe! E isso, dinheiro nenhum do mundo compra!

Bjos e bençãos.
Mirys
www.diariodos3mosqueteiros.blogspot.com

Dayane Cavalcante disse...

Oi Mirys!O nome do papai é Cristiano!!A mamãe aqui que postou e esqueceu de colocar!!Rss!!
Bjos e obrigada!!